Tudo sobre a cobrança de dívidas incobráveis: Ultimate Guide 2024

Se quer saber o que é a má cobrança de dívidas, este termo está a tornar-se cada vez mais comum, por isso continue a ler para aprender mais sobre a sua importância, causas, consequências, gestão e avaliação.

A gestão de uma dívida é, sem dúvida, uma parte muito importante de qualquer instituição financeira, negócio ou empresa. Há alturas em que recuperar uma dívida não é uma tarefa fácil, nem mesmo uma tarefa possível, quando isso acontece, ou seja, quando uma dívida não pode ser recuperada e a sua gestão se torna impossível, falamos de crédito mal parado também conhecido como cobrança de dívidas incobráveis. Dizemos-lhe o que é e porque é que este processo se tornou essencial para que uma entidade funcione corretamente e sem problemas de dinheiro.

 

O que é a cobrança de dívidas incobráveis?

A cobrança de dívidas refere-se ao processo geral de recuperação de pagamentos em atraso ou de dívidas ou facturas não pagas. Isto pode incluir qualquer tipo de dívida, quer se trate de um empréstimo pessoal, de um cartão de crédito, de uma fatura não paga, entre outros. O principal objetivo da cobrança de dívidas é contactar o devedor, lembrá-lo da sua obrigação de pagar e negociar um acordo para recuperar o dinheiro em dívida.

Geralmente, estas dívidas surgem quando o devedor não consegue (ou simplesmente não quer) pagar as suas obrigações financeiras, apesar de o credor ter feito todos os esforços para as recuperar.

De facto, o processo de recuperação ou de cobrança não costuma ser simples; pelo contrário, pode ser um grande desafio, uma vez que lida diretamente com devedores que se encontram em situações económicas complexas e que, por isso, não pagam, ou que não querem pagar ou não estão interessados em pagar.

É preciso ter em conta que as probabilidades de sucesso no reembolso são reduzidas, mas mesmo assim a Cobrança de Dívidas Incobráveis é uma ferramenta que deve ser utilizada, para tentar recuperar o dinheiro e assim preservar a estabilidade.

Causas da cobrança de dívidas incobráveis

As razões mais comuns que podem levar à incobrabilidade de uma dívida são

  • Insolvência do devedor: O devedor não tem dinheiro para pagar, a sua economia alterou-se.
  • Encerramento ou falência da empresa: Quando há mudanças extremas que a organização não pode controlar, como fraude ou falência.
  • Factores externos, como catástrofes naturais ou crises sanitárias ou económicas.

 

Consequências

Se uma dívida pendente não for paga, pode ter diferentes consequências. Se for o caso de uma empresa, perder dinheiro afecta o fluxo de caixa e também a capacidade de crescer e investir, mas se for uma instituição financeira, como um banco, afecta diretamente a sua solvência e rentabilidade.

Para além disso, outras consequências podem incluir:

  • Limitação na concessão de novos empréstimos: Se uma instituição financeira tiver uma elevada taxa de incumprimento, é possível que se torne mais complicada, rigorosa e exigente na aprovação de um empréstimo.
  • Impacto na solvabilidade: Afecta não só a sua solvabilidade, mas também a reputação da entidade, pois põe em causa a sua estabilidade, afectando a confiança dos outros clientes.
  • Perda de receitas: Não é segredo que uma das consequências mais latentes é o facto de a empresa ou entidade perder os rendimentos com que contava e isso pode causar um desequilíbrio ou desequilíbrio nas suas operações e serviços.

Por todas estas razões, é vital que cada dívida seja gerida e que sejam feitos todos os esforços para não a perder, mas sim para chegar a um acordo e pagá-la da forma mais atempada possível.

Avaliação e gestão das dívidas incobráveis

A avaliação da dívida é muito importante para saber que medidas tomar a este respeito. Tanto as empresas como as instituições financeiras mantêm um livro de análise de dívidas, que especifica o seu valor, a possibilidade de recuperação, a tomada de decisões e também a gestão de cobranças e possíveis propostas de negociação. De seguida, apresentamos alguns passos para avaliar o crédito malparado:

  1. Identificar as dívidas incobráveis
  2. Avaliar se podem ou não ser recuperadas, estudando as garantias de pagamento e os factores que levaram ao incumprimento.
  3. Estratégias de recuperação: Analisar como é que esses pagamentos vão ser conseguidos, se com cobrança interna, ou seja, que a cobrança seja feita junto da entidade, se com cobrança externa, ou seja, com a cobrança de terceiros ou algum acordo de pagamento, com novos prazos para tal.
  4. Por fim, o acompanhamento e monitoramento da dívida, se foram feitas ligações de cobrança, conhecendo a situação financeira do devedor, observando o andamento ou não dos pagamentos. Todo este processo ajuda a minimizar as perdas e protege o bom funcionamento da entidade.

Artigo relacionado: Fatura vs Fatura

Como funciona a cobrança de dívidas de cobrança duvidosa?

A cobrança de dívidas de cobrança duvidosacentra-se na recuperação de dívidas consideradas “más” ou incobráveis. Trata-se de dívidas em que o devedor demonstrou falta de capacidade ou intenção de pagar, tornando a cobrança improvável ou impossível. Neste caso, a abordagem de cobrança de dívidas incobráveis pode ser mais agressiva e pode envolver a utilização de estratégias mais intensivas, como o recurso a agências de cobrança especializadas ou a venda da dívida a terceiros a um preço mais baixo.

É de salientar que este tipo de dívida requer a contratação de agências especializadas em cobrança de dívidasou seja, necessitam de um terceiro que se encarregue de toda a cobrança e das suas etapas (incluindo os termos legais). Naturalmente, estas agências têm regulamentos que devem ser cumpridos por lei, de modo a proteger a privacidade do consumidor.

Pode consultar a Oddcoll, uma agência internacional de cobrança de dívidas que trabalha a nível mundial, mesmo em países específicos. Pode consultar as suas páginas específicas: Agência de Cobrança de Dívidas das Filipinas, Agência de Cobrança de Dívidas da Malásia ou Agência de Cobrança de Dívidas dos EUA.

Qual é a diferença entre cobrança de dívidas e cobrança de dívidas incobráveis?

A diferença entre “cobrança de dívidas incobráveis” e “cobrança de dívidas” reside no tipo de dívida que está a ser cobrada e na abordagem utilizada para a recuperar. A cobrança de dívidas refere-se à atividade de recuperação de dívidas vencidas, enquanto a cobrança de dívidas incobráveis é a atividade de recuperação de dívidas incobráveis ou de dívidas consideradas perdidas.

Artigo relacionado: O que é a cobrança de dívidas 

3 exemplos de dívidas incobráveis

Para uma melhor compreensão, damos-lhe estes exemplos de cobrança de dívidas incobráveis:

  • Empréstimo não pago: Ou por falta de dinheiro ou por falência pessoal ou da empresa. Se uma empresa ou uma pessoa é considerada falida e, depois de emprestar uma quantia considerável de dinheiro a uma instituição financeira, não paga porque não tem forma de responder, a dívida é considerada incobrável.
  • Fatura de telemóvel não paga: Se um utilizador de um serviço de telemóvel, por exemplo, acumular este tipo de fatura, ou porque não pode pagar ou porque não quer, a dívida é incobrável e é aí que intervém uma empresa de cobranças.
  • Cartão de crédito: Se o titular de um cartão de crédito não pagar o seu cartão por qualquer motivo, a dívida torna-se incobrável. A instituição financeira pode optar pela cobrança através de um terceiro.

 

Conclusão

A cobrança de dívidas incobráveis envolve a tentativa de recuperar uma dívida com todos os mecanismos legais disponíveis, mesmo que as hipóteses de pagamento sejam baixas. Isto pode incluir a contratação de uma agência de cobranças especializada, ou mesmo a negociação de acordos de pagamento, mesmo que a um valor mais baixo, de forma a recuperar o dinheiro.

 

4 minutos de leitura.

Quais são os regulamentos aplicáveis.
O processo de cobrança internacional.
Como conseguir uma cobrança de dívidas eficaz.

A Oddcoll é uma plataforma com cobradores de dívidas de todo o mundo, que permite às empresas com vocação internacional recuperar facilmente as suas facturas em atraso.

Países que cobrimos

Cobrimos toda a Europa

Ásia Central

Cobrança de dívidas Arménia
Cobrança de dívidas Azerbaijão
Cobrança de dívidas Geórgia
Cobrança de dívidas Cazaquistão

Cobrança de dívidas Quirguizistão
Cobrança de dívidas Mongólia
Cobrança de dívidas Tajiquistão
Cobrança de dívidas Uzbequistão

Oceânia

Todos os países em África

Aplica-se a todos os nossos parceiros

Autorização legal para cobrar créditos nos seus países

– Especialistas

em cobranças B2B
– Comunicam em inglês

Especialistas na legislação nacional de cobrança de dívidas

RELATED ARTICLE  Subledger vs. Razão: Diferenças (Guia 2024)
WordPress Image Lightbox Plugin