Processo de candidatura a dinheiro: O que é e como funciona

Já alguma vez se perguntou como é que as empresas mantêm um registo claro e preciso de todas as suas transacções? Conseguem-no através de um processo de reconciliação de pagamentos correto, também conhecido como “processo de aplicação de dinheiro”.

Neste artigo, explicarei exatamente o que é o “processo de aplicação de numerário”, a sua importância na administração financeira de uma empresa, o seu impacto e todos os seus aspectos fundamentais.

Se quer saber o que está por detrás da eficiência operacional de uma empresa, continue a ler.

O que é o processo de aplicação de numerário?

O processo de aplicação de numerário, também conhecido como processo de reconciliação de pagamentos, é um conjunto de procedimentos que uma empresa segue para identificar, registar e aplicar com precisão os pagamentos recebidos dos seus clientes às suas contas a receber. Essencialmente, este processo assegura que os pagamentos em atraso efectuados pelos clientes são corretamente atribuídos às facturas correspondentes ou às contas pendentes nos registos contabilísticos da empresa.

Este processo é de importância vital para assegurar uma contabilidade precisa e manter a saúde financeira da empresa. Envolve a reconciliação dos registos internos da empresa com transacções reais, tais como transferências bancárias, cheques ou pagamentos electrónicos, para garantir que todos são devidamente registados e contabilizados.

Principais componentes do processo?

Um procedimento e um controlo correctos são fundamentais para uma saúde financeira sólida e estável. Manter o controlo dos processos de reconciliação de pagamentos é crucial para poder tomar decisões informadas, manter um equilíbrio favorável e também garantir um fluxo de caixa benéfico. Para perceber o que integra este processo, vamos discutir aqui os seus componentes:

Receber a informação

O processo de reconciliação de pagamentos inicia-se quando a empresa recebe informação sobre os pagamentos efectuados pelos clientes. Essa informação pode vir de várias fontes, como extractos bancários, plataformas de pagamento online ou sistemas internos de faturação.

Identificar os pagamentos

Uma vez recebida a informação, o passo seguinte é identificar os pagamentos correspondentes às facturas ou transacções específicas. O que é que isto implica? Comparar os detalhes dos pagamentos recebidos com os registos internos da empresa para garantir que são atribuídos corretamente.

Reconciliar dados

Nesta fase, os dados dos pagamentos recebidos são comparados com os registos internos da empresa para garantir a sua correspondência. São verificados pormenores como o montante do pagamento, a data e quaisquer referências ou números de fatura. Se existirem discrepâncias, estas são investigadas e resolvidas.

Aplicação do pagamento

Uma vez verificada a coincidência entre os dados, os pagamentos são aplicados às facturas correspondentes nos sistemas contabilísticos. Isto implica registar nos livros de contabilidade que os pagamentos foram recebidos e aplicados, permitindo um acompanhamento preciso dos fluxos de caixa.

Resolução de litígios

Se forem detectadas diferenças ou incoerências entre os pagamentos recebidos e os registos internos, deve proceder-se a uma investigação mais aprofundada.

Reconciliação bancária

Depois de os pagamentos terem sido aplicados às facturas correspondentes nos registos internos, é efectuada uma reconciliação bancária. Isto implica a comparação dos dados de pagamento registados nos livros de contabilidade com os dados constantes dos extractos bancários, para garantir que tudo está equilibrado e que nada fica por registar.

Relatórios

Finalmente, são gerados relatórios que mostram o estado dos pagamentos recebidos, os saldos pendentes e as discrepâncias resolvidas. Estes relatórios são valiosos para a tomada de decisões futuras e para manter uma visão clara e actualizada da saúde financeira da empresa.

Etapas do processo de requisição de numerário

O processo de pedido de numerário é essencial para garantir que os pagamentos dos clientes são geridos de forma precisa e eficiente, pelo que é uma parte vital da gestão financeira da empresa, uma vez que também ajuda os registos internos a reflectirem com precisão as transacções. As etapas envolvidas são as seguintes:

Etapa 1: Receber pagamentos

Quando os clientes efectuam pagamentos, que podem ser em dinheiro, cheques, transferências electrónicas ou cartões de crédito, estes são recebidos pela empresa.

Etapa 2: Identificação das transacções

Cada pagamento deve ser identificado e relacionado com a fatura ou conta correspondente. Para isso, é necessário utilizar detalhes como os números das facturas ou outros dados relevantes.

Etapa 3: Registo no sistema contabilístico

Os pagamentos são registados no sistema de contabilidade da empresa, garantindo que o montante e a data do pagamento são registados com exatidão.

Etapa 4: Reconciliação dos pagamentos

Os registos contabilísticos são comparados com os extractos bancários para garantir que os pagamentos registados correspondem às transacções reais efectuadas no banco.

Etapa 5: Afetação de fundos

É essencial atribuir corretamente os pagamentos recebidos às facturas correspondentes ou às contas pendentes.

Passo 6: Atualizar extractos de conta

Os extractos dos clientes são actualizados para refletir os pagamentos efectuados e as contas que foram liquidadas com êxito.

Etapa 7: Resolução de discrepâncias

Qualquer discrepância entre os registos contabilísticos e os pagamentos efectivos é investigada e resolvida. Isto pode implicar a comunicação com os clientes para esclarecer quaisquer questões e garantir a exatidão.

Etapa 8: Relatórios e análises

São gerados relatórios e análises para avaliar a eficiência do processo, sendo assim possível identificar tendências, detetar padrões e avaliar a saúde financeira geral da empresa.

Desafios que pode enfrentar

Enfrentar desafios, seja qual for o domínio, requer uma combinação de atenção meticulosa, tecnologia adequada e boas práticas de gestão. O primeiro passo é identificar quais são os possíveis cenários com que se pode deparar, de modo a ter alguns planos de contingência para que nenhuma situação o apanhe completamente desprevenido. Quando falamos de recuperação de dinheiro, alguns dos desafios que pode encontrar são:

Diferença de dados

Os dados que aparecem na sua base de dados e nos extractos bancários apresentam muitas vezes diferenças, quer devido a erros humanos, quer devido a problemas de transmissão de dados.

Pagamentos não identificados

Quando os clientes não fornecem informações claras sobre a que fatura corresponde um pagamento, é necessário um acompanhamento e uma investigação adicionais.

Volume transacional

Em empresas com um elevado volume de transacções, o processo de reconciliação pode tornar-se complexo, demorado e suscetível a mais erros.

Alterações nos pagamentos

Os pagamentos parciais, os reembolsos ou os ajustamentos podem dificultar a reconciliação, uma vez que é difícil identificar o montante exato pago e atribuí-lo corretamente à fatura correspondente.

Falta de documentação

Se não forem mantidos registos claros das transacções e dos pagamentos, pode ser difícil acompanhar e verificar os pagamentos recebidos.

Falta de colaboração

Se os clientes não fornecerem informações exactas ou não responderem aos pedidos, será muito difícil resolver discrepâncias e dificuldades.

Erros de correspondência de dados

Os dados dos registos, como os números das facturas ou os códigos de referência, podem ser introduzidos incorretamente, causando erros na atribuição dos pagamentos.

Falta de automatização

Se o processo de reconciliação for feito manualmente, sem o apoio de ferramentas ou software, será mais suscetível a erros e demorará mais tempo.

Automatização da aplicação de tesouraria: Ferramentas

Quando se trata do processo de aplicação de numerário, a automatização é um recurso inestimável, porque no mundo das finanças, a eficiência é fundamental. Graças a uma variedade de ferramentas tecnológicas especificamente concebidas para otimizar o processo de aplicação de numerário, as empresas podem simplificar drasticamente os processos, minimizar os erros e libertar recursos para outras tarefas. Alguns exemplos de ferramentas são:

HighRadius Cash Application Cloud

O HighRadius é uma solução baseada na nuvem que utiliza inteligência artificial e aprendizagem automática para automatizar a reconciliação de pagamentos. Pode identificar automaticamente os pagamentos e atribuí-los às facturas correspondentes.

Gestão de Contas a Receber SAP

A plataforma de gestão de contas a receber da SAP oferece uma variedade de ferramentas de automatização, por exemplo, através da utilização de regras e algoritmos personalizáveis, agiliza a identificação e atribuição de pagamentos, além de se integrar nos sistemas de contabilidade existentes.

Pagamentos QuickBooks

O QuickBooks, uma plataforma popular para pequenas empresas, oferece a funcionalidade de os pagamentos efectuados através do QuickBooks serem automaticamente lançados no livro-razão, poupando tempo na introdução manual de dados.

Microsoft Dynamics 365 Finance

O Dynamics 365 Finance pode aplicar automaticamente pagamentos a facturas e gerar relatórios detalhados sobre o estado e as tendências dos pagamentos.

Benefícios de um processo eficiente

Um processo eficiente de aplicação de dinheiro não é apenas um objetivo para as empresas, mas também um investimento estratégico que acarreta uma série de benefícios significativos. À medida que as organizações procuram otimizar o seu processo de aplicação de numerário, estão a ser desenvolvidas novas vantagens. Eis alguns dos principais benefícios que daí advêm:

Conformidade normativa

Um processo eficiente de aplicação de numerário pode ajudar a garantir que as transacções são registadas com precisão e que os requisitos contabilísticos e regulamentares são cumpridos.

Otimização do fluxo de caixa

Ao garantir que os pagamentos são aplicados corretamente e que as contas são mantidas actualizadas, as empresas optimizam os seus fluxos de caixa.

Resposta rápida

A rapidez na confirmação dos pagamentos e na atualização dos extractos de conta melhora a satisfação do cliente e reforça as relações comerciais.

Redução de erros

A automatização diminui drasticamente a possibilidade de erros humanos no processo.

Poupança

Liberta tempo para as equipas financeiras, permitindo que os profissionais se concentrem em tarefas estratégicas de maior valor, e reduz os custos, por exemplo, de armazenamento físico.

Precisa de dinheiro? Porque não pedir aos seus clientes os pagamentos em atraso?

Está a lidar com pagamentos em atraso dos seus clientes e vê como pode ser difícil manter a liquidez necessária para operar sem problemas? E se lhe dissermos que existe uma solução que o pode ajudar a recuperar esses pagamentos em atraso?

Bem-vindo à Oddcoll, o seu aliado na otimização financeira. A nossa plataforma está vocacionada para simplificar e acelerar o processo de recuperação de activos, permitindo-lhe obter o dinheiro de que necessita da forma mais eficiente. Já não tem de se preocupar com a tediosa tarefa de contactar, negociar manualmente os pagamentos, porque a Oddcoll faz isso por si. A Oddcoll liberta-o do peso do trabalho manual e permite-lhe concentrar-se no que realmente importa.

Então, por que não pedir aos seus clientes pagamentos atrasados e garantir que seu fluxo de caixa flua sem problemas? Estamos aqui para o ajudar a transformar o seu processo de cobrança de dívidas, melhorar a sua eficiência financeira e reforçar as suas relações com os clientes.

Um fluxo de caixa sólido está apenas a um passo de distância!

Conclusão

O processo de aplicação de tesouraria, se não for feito corretamente, pode tornar-se um obstáculo significativo na gestão financeira de qualquer empresa. Da reconciliação manual aos erros humanos, passando pela falta de visibilidade em tempo real, os desafios podem ser inúmeros. Abraçar a inovação tecnológica disponível ajudá-lo-á a ultrapassar os obstáculos e a otimizar os seus fluxos de caixa e a reforçar a relação com os seus clientes. A eficiência na gestão de pagamentos traduz-se numa maior liquidez e em decisões mais precisas, abrindo caminho para o crescimento e o sucesso.

Num mundo empresarial em constante evolução, a Oddcoll destaca-se como um farol de otimização financeira, orientando as empresas para a eficiência e o cumprimento de objectivos. Se procura aumentar a eficiência na cobrança de dívidas internacionais e abrir a porta a um futuro financeiro mais risonho, a Oddcoll é o seu maior aliado na cobrança de dívidas incobráveis

Leia mais: O que é a cobrança de dívidas para perceber um pouco mais.

4 minutos de leitura.

Quais são os regulamentos aplicáveis.
O processo de cobrança internacional.
Como conseguir uma cobrança de dívidas eficaz.

A Oddcoll é uma plataforma com cobradores de dívidas de todo o mundo, que permite às empresas de vocação internacional recuperar facilmente as suas facturas em atraso.

Países abrangidos

Cobrimos toda a Europa

Ásia Central

Cobrança de dívidas Arménia
Cobrança de dívidas Azerbaijão
Cobrança de dívidas Geórgia
Cobrança de dívidas Cazaquistão

Cobrança de dívidas Quirguizistão
Cobrança de dívidas Mongólia
Cobrança de dívidas Tajiquistão
Cobrança de dívidas Uzbequistão

Oceânia

Todos os países em África

Aplica-se a todos os nossos parceiros

– Autorização legal para cobrar créditos nos seus países
– Especialistas em cobranças B2B
– Comunicam em inglês
– Especialistas na legislação nacional de cobrança de dívidas

RELATED ARTICLE  O Que é uma Factura e Para Que Serve? 2024
WordPress Image Lightbox Plugin